29 de jun de 2014

"Quem você quer ser?"

Assisti esses dias um vídeo emocionante e acabei decidindo compartilhar com vocês por motivos de que esse vídeo é incrível e eu acho que todas as pessoas no mundo deveriam assistir porque ele realmente te faz pensar e refletir sobre coisas que as vezes você só ignora ou deixa para mais tarde. O vídeo traz consigo uma mensagem sincera e poderosa que pode mudar a sua forma de viver.

"Só você pode mudar o próprio destino. Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo sempre há tempo para um novo recomeço." - Chico Xavier



26 de jun de 2014

Isso não é uma história de amor

Untitled

Olha só como o tempo passa rápido, parece que foi ontem que eu te vi pela primeira vez e me apaixonei instantaneamente, bastou os olhares se cruzarem e puf... Mas já faz um ano. 
Um ano que tive meu coração quebrado pela primeira vez.
Um ano que chorei por alguém que não merecia.
Um ano que fiquei esperando alguém que nunca foi pra mim.
Mas o mais importante é que esse um ano também me ensinou muitas coisas como me amar em primeiro lugar e preciso admitir que me sinto grata por isso. Apesar de eu ter me machucado nesse processo e quebrado a cara no minimo umas quinze vezes eu to bem. Eu sobrevivi a um coração partido. Eu te superei.
Agora, quando eu me lembro do quanto eu gostava de você e fazia de tudo pra chamar sua atenção eu simplesmente rio. Rio porque agora isso tudo parece tão bobo e superficial para mim. Onde já se viu uma garotinha de treze anos esquisita e tímida louca pelo O cara? Meu Deus, isso que dá eu ter largado as barbies tão cedo, se eu ainda brincasse de bonecas não teria esses problemas do coração. Cresci rápido demais e aprendi tudo na marra mas, hoje eu posso dizer que eu sou mais forte do que era ontem.

23 de jun de 2014

Dica de série: Believe


Hoje eu vim falar de uma série que ganhou o meu coração, Believe, infelizmente ela foi cancelada mas os poucos 12 episódios que tiveram me encantaram. A série inicia com um falso padre oferecendo a Tate liberdade e uma segunda chance (ele está no corredor da morte por conta de um crime que não cometeu), a unica condição é que ele terá que cuidar e proteger Bo, uma garotinha com poderes especiais, no inicio ele resiste mas nos últimos minutos acaba cedendo e foge da prisão com a ajuda do falso padre e sua equipe.

Os episódios mostram a jornada de Tate fugindo da policia e protegendo Bo da pessoas que querem usar seus poderes como arma, entre uma cidade e outra eles sempre acabam se envolvendo em confusões ou em alguma missão. 

Eu adorei os personagens, os momentos fofos entre Bo e Tate, e todo o resto. Apesar da série ter sido cancelada e não ter tido um finale, o ultimo episodio foi digno e gostei como acabou. Entre 0 a 10, minha nota média é nove.

Sinopse Bo tem habilidades que nunca conseguiu entender ou controlar totalmente: o poder de levitação, de controlar a natureza e até prever o futuro. Até os 10 anos, ela foi protegida de pessoas que queriam usar seus poderes para o próprio lucro, mas agora suas habilidades ganharam mais força e a ameaça se tornou ainda maior.
A única pessoa capaz de realmente protegê-la é Tate, um homem que está preso por um crime que não cometeu. A princípio relutante, ele concorda em ficar ao lado dela, a pedido daqueles que, até então, vinham criando a menina. Agora Tate e Bo embarcam numa aventura de cidade em cidade, fugindo e se protegendo das estranhas forças que a perseguem.

 

19 de jun de 2014

Ser feliz!?

☾♡Teenage Dirtbag♡☽ | via Tumblr

Como ser feliz? 
Esta é com certeza a pergunta mais complexa e difícil de ser respondida que todos nós temos. Eu acredito que a felicidade é o motivo de vida de cada um de nós, nascemos para encontrar a felicidade e morremos para sermos felizes. Então ser feliz é uma coisa que se vem com o tempo, com a sua história e aprendizado. As vezes a vida nos deixa pra baixo, decepções amorosas, frustrações, perdas e por um momento podemos até chegar a pensar que a vida não vale a pena, mas ela vale sim. A felicidade está dentro de cada um de nós esperando para ser encontrada, mas para isso, você primeiro precisa aceita-la.
Mas como fazer isso?
Comece sabendo que: ninguém no mundo te ama mais do que você e sua aparência física não reflete no que você é por dentro. Tente pensar em coisas boas, pensamentos positivos atraem coisas positivas. Pensar em problemas que ainda estão por vir só vai te fazer sofrer por antecedência, deixe as coisas acontecerem ao seu tempo, e o que tiver que ser será.
Você pode ser e ter o que quiser, basta correr atrás, os seus sonhos são seus e inteiramente seus, nunca deixem que lhe digam que você não é capaz de realiza-los pois você é capaz, por mais que os resultados não sejam imediatos, se você tiver perseverança, uma hora todos os seus esforços valerão a pena.

16 de jun de 2014

Resenha da saga Os Imortais de Alyson Noël


Os Imortais é uma serie de livros escritos pela escritora americana de ficção Alyson Noël que gira em torno de Ever Bloom, uma jovem que adquiriu poderes sobrenaturais após o acidente de carro que matou sua família e seu cachorro.

Ela pode ler auras, ouvir pensamentos e com um simples toque conhecer a vida inteira de alguém, o que para muitos seria algo incrível de se ter para Ever é insuportável, ela odeia todos esses dons e faz o máximo para evitar contato físico com as pessoas e vive se escondendo por trás de um capuz e fones de ouvidos para não ter de ouvir pensamentos.

Mas quando Damen Auguste surge as coisas começam a mudar, é apenas na presença dele que as vozes em sua cabeça se calam, ela não consegue enxergar sua aura ou ler seus pensamentos e nem sabe o porquê.

Cada vez mais instigada por Damen ela acaba se apaixonando pelo rapaz misterioso que lhe parece estar escondendo alguma coisa dela, Ever começa a investigar Damen e sua vida até que descobre toda a verdade que a deixa desnorteada e assustada.

E essa é a história do primeiro livro, Para Sempre, que em minha opinião foi o melhor da serie. Nos próximos livros continua a mesma historia morna de romance entre Ever e Damen, é claro que surgem alguns obstáculos, o passado vêm à tona, novos personagens entram na historia, mas o romance morno é o mesmo.


Os Imortais foi a primeira saga que li, é boa mas não recomendaria. Por quê? Por que alguns livros foram bons mas o resto... Deixou a desejar. Toda a história poderia ter sido resumida em três livros, no máximo quatro, mas a autora resolveu enrolar e enrolar e acabaram sendo seis livros no total.

Meus favoritos foram Para Sempre e Infinito (Primeiro e ultimo livro), achei que a serie começou bem, se perdeu no meio, mas teve um desfecho que não fez ser uma completa perda de tempo.

Nota: 3 estrelas - Bom.

Dois livros que eu realmente não gostei foram, Terra de Sombras e Chama Negra, fiquei muito desanimada com eles e cheguei a pensar em abandonar a leitura inúmeras vezes, só continuei pelo fato de que eu já tinha todos os livros então resolvi terminar.

Lembrando que esta foi a minha opinião, só porque eu não gostei de dois volumes não significa que você não deva dar uma chance para a serie porque não irá gostar, já vi vários comentários de leitores que curtiram a história, cabe a você decidir se quer ler a série ou não, é igual aquele ditado “Gosto não se discute”.





Spoilers abaixo, só continue se você já terminou todos os livros.

O que foi o cumulo para mim foi toda aquela história de antidoto que durou tempo demais, só no ultimo livro que eles finalmente fazem lepo lepo???? Achei uma enrolação total, eu já não aguentava mais isso. Você que já terminou a serie também, me diga sua opinião sobre o que achou dos livros.

O que é o Brasil?



Um texto que vem fazendo sucesso na internet esses dias é o de uma holandesa falando sobre o Brasil e os Brasileiros que desvalorizam o seu país, confiram abaixo e reflitam.

"Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil, realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos. Aqui na Holanda, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado. Só existe uma companhia telefônica e pasmem: Se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.

Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo - ou de lavar as mãos antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne.

Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal - e tem fila na porta.

Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador.

Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir pra lá dar aulas de ‘Como conquistar o Cliente’.

Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos emotivos...

Vocês têm uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa. Os brasileiros são vitimas de vários crimes contra a pátria, crenças, cultura, língua, etc… Os brasileiros mais esclarecidos sabem que temos muitas razões para resgatar suas raízes culturais.

14 de jun de 2014

Playlist de junho

Um pouco atrasada a playlist desse mês mas antes tarde do que nunca, não é mesmo? Então curtam essas musicas com uma seleção bem diversificada com musicas calmas e outras mais agitadas que eu não consigo parar de ouvir e espero que vocês também se viciem haha

13 de jun de 2014

Coisa minha

Tornei-me Insano | via Tumblr

Antes de você começar a ler gostaria de avisar que este post não vai acrescentar em nada na sua vida, ele é mais um desabafo meu que você provavelmente não deve sentir nenhum interesse em ler, então, sinta-se a vontade para ler outro post do blog mais interessante...

Hoje eu percebi que minha vida tá passando em um piscar de olhos e eu nem comecei a aproveitar ela direito. Estou cansada de ficar só dentro de casa mas na hora que surge uma festa ou um compromisso pra ir eu não quero sair da minha zona de conforto e arrumo uma desculpa pra faltar. É estranho pensar que quatro anos atrás eu era doida para me tornar uma adolescente e sair para festas à noite com os amigos e me divertir muito, só que agora, as coisas mudaram, e muito.

Sou uma adolescente. E uma adolescente que só pensa em ficar dentro de casa vendo séries e filmes.

Por quê? Nem eu sei. As pessoas me chamam pra sair e eu simplesmente arrumo uma desculpa. Falo pra mim mesma “O que você vai fazer em tal festa se você nem gosta de dançar?” ou “Você vai se sentir sozinha e excluída lá”, então eu arranjo uma desculpa e fico em casa, passo mais um fim de semana trancada dentro do meu quarto assistindo séries, sozinha.

Acho que no fundo no fundo eu tenho mesmo é medo. Ai você se pergunta: Medo? Medo de quê?

Sei lá.

Talvez medo de não me encaixar ou talvez medo de que sair de casa possa me fazer sentir pior ainda, ou talvez, ambas as coisas.

Mas a verdade é que eu não me sinto mal ficando só dentro de casa, me sinto confortável, feliz. Tenho tudo o que preciso para passar me divertir comigo mesma, talvez eu esteja me tornando antissocial, mas saiba que, nem sempre eu fui assim. Tem alguma coisa de errado comigo???

Devo estar soando uma pessoa muito estranha e complexada para vocês, mas tudo bem acho que no fim sou assim mesmo, ás vezes nem eu me entendo.

@MollyLollyPeru

Você já passou ou passa por algo parecido? Conta pra mim, e se tiver o "remédio" pra sair dessa situação nada agradável, pode me contar também hahaha

10 de jun de 2014

Aumentando a estante

Nada tão bom quanto abrir e ficar cheirando seus livros novinhos né? Pois bem, eu me encontrava assim direto quando chegaram os novos livros que eu comprei. Vem ver!!

Já tinha os dois primeiros livros mas ainda não cheguei a ler, comprei agora o terceiro e ultimo, A Escolha.
Para trinta e cinco garotas, a “Seleção” é a chance de uma vida. Num futuro em que os Estados Unidos deram lugar ao Estado Americano da China, e mais recentemente a Illéa, um país jovem com uma sociedade dividida em castas, a competição que reúne moças entre dezesseis e vinte anos de todas as partes para decidir quem se casará com o príncipe é a oportunidade de escapar de uma realidade imposta a elas ainda no berço. É a chance de ser alçada de um mundo de possibilidades reduzidas para um mundo de vestidos deslumbrantes e joias valiosas. De morar em um palácio, conquistar o coração do belo príncipe Maxon e um dia ser a rainha. Para America Singer, no entanto, uma artista da casta Cinco, estar entre as Selecionadas é um pesadelo. Significa deixar para trás Aspen, o rapaz que realmente ama e que está uma casta abaixo dela. Significa abandonar sua família e seu lar para entrar em uma disputa ferrenha por uma coroa que ela não quer. E viver em um palácio sob a ameaça constante de ataques rebeldes. Então America conhece pessoalmente o príncipe. Bondoso, educado, engraçado e muito, muito charmoso, Maxon não é nada do que se poderia esperar. Eles formam uma aliança, e, aos poucos, America começa a refletir sobre tudo o que tinha planejado para si mesma — e percebe que a vida com que sempre sonhou talvez não seja nada comparada ao futuro que ela nunca tinha ousado imaginar.

Já tinha o volume 1 e agora comprei o segundo livro, Cair das Trevas.
Mistura fantasia sobre imortais a uma história moderna de jovem em busca de si mesma e de redenção. Questões de identidade e moralidade aparecem na trama, protagonizada pela imortal Nastasya. Nascida em 1551, acostumada a beber e sair para baladas cada vez mais loucas, ela perdeu o rumo. Suas conexões com outros imortais, interessados apenas em suas habilidades mágicas, a fazem partir em busca de um propósito. E o encontra em uma espécie de clínica de reabilitação para os de sua espécie, onde conhece um pouco mais sobre o próprio passado e cria importantes laços para o futuro.

August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.

Tudo começou com um acidente de ônibus. Daisy Appleby era pequena demais para lembrar — tem apenas flashes do acidente que a matou, e de ter sido trazida de volta à vida. A partir daquele momento, ela se tornou uma das catorze crianças que fazem parte de um programa secreto do governo que visa aprovar um novo medicamento: o Recomeço. Daisy já morreu algumas vezes, e a cada morte ela recebe um novo sobrenome, vai para uma nova cidade e ganha uma nova história. A única constante em sua vida é a própria inconstância. Ao conhecer Matt e Audrey, seus primeiros amigos de verdade, após sua quinta morte, ela tenta criar raízes em mais um lar e começa a descobrir segredos sobre o programa Recomeço. Quanto mais informações vêm à tona, mas Daisy percebe que não passa de um peão em um jogo sinistro, que pode revelar que seu mundo — e tudo no ela que acredita — é uma grande mentira.

Cartas mais íntimas que um diário, estranhamente únicas, hilárias e devastadoras - são apenas através delas que Charlie compartilha todo o seu mundinho com o leitor. Enveredando pelo universo dos primeiros encontros, dramas familiares, novos amigos, sexo, drogas e daquela música perfeita que nos faz sentir infinito, o roteirista Stephen Chbosky lança luz sobre o amadurecimento no ambiente da escola, um local por vezes opressor e sinônimo de ameaça. Uma leitura que deixa visível os problemas e crises próprios da juventude.

Pretendo fazer a resenha de todos eles a medida que eu for lendo, se tiverem alguma preferência de qual gostariam de ver primeiro deixem nos comentários.

6 de jun de 2014

Amores Platônicos

Amor Platônico, quem nunca? Seja aquele menino bonitinho que estuda uma serie a mais que você, um famoso, seu ídolo, ou até mesmo, seu melhor amigo... Toda mundo já sofreu uma quedinha por alguém mesmo sabendo que nunca daria em nada. Comigo não poderia ser diferente, portanto, venho apresentar a vocês alguns famosos que mexeram/mexem com os meus sentimentos.

Ian Somerhalder que faz Damon Salvatore em The Vampire Diaries
Eu e ele amamos animais, já podemos casar <3

Theo James, "Four" em Divergent.
Meu deus!!!! Esse homem dispensa comentários, mais sexy não há.

Dylan O'Brien,  faz Stiles Stilinski em Teen Wolf e Thomas em Maze Runner.
Definitivamente meu amor maior, Dylan é a coisa mais linda, fofa e maravilhosa desse mundo, e ótimo ator também, sou fã e morro de rir com seu personagem em Teen Wolf.

Matt Lanter, fazia Roman em Star-Crossed.
Tente não ser seduzida por esse homem... 

Shane West, atualmente como John Alden em Salem.
*suspiros* 

Torrance Coombs, Bash em Reign.
Ta sempre postando selfies e respondendo os fãs no twitter!!! ai eu te pergunto, como não se apaixonar?

Jensen Ackles e Jared Padalecki, Dean e Sam Winchester em Supernatural, respectivamente.
Quem nunca teve uma quedinha pelo melhor bromance da televisão?

Colin O'Donoghue
Colin O'Donoghue, Hook em Once Upon a Time.
Meu pirata favorito.

E eu poderia citar mais alguns milhares de meus amores platônicos que duraram por pelo menos alguns segundos mas ai essa lista ficaria muito grande, porque se eu for começar a escrever o nome de cada personagem masculino que eu amo de Vampire Diaries, Teen Wolf e The Originals.... aja paciência. 
Agora me conta, quais são/foram seus amores platônicos?

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©